app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5692
Política

SDS apura fraudes no sistema prisional

GILVAN FERREIRA Repórter O general Edson Sá Rocha, secretário de Defesa Social (SDS), nomeou ontem uma comissão, formada por quatro funcionários do órgão, para investigar as supostas irregularidades na pasta, e determinou uma auditoria na dívida

Por | Edição do dia 11/01/2007 - Matéria atualizada em 11/01/2007 às 00h00

GILVAN FERREIRA Repórter O general Edson Sá Rocha, secretário de Defesa Social (SDS), nomeou ontem uma comissão, formada por quatro funcionários do órgão, para investigar as supostas irregularidades na pasta, e determinou uma auditoria na dívida de R$ 9 milhões, deixada pela gestão do ex-governador Luis Abilio (PDT). A SDS também recomendou a reavaliação e renegociação de todos os contratos em vigor e das licitações em curso. A decisão do general segue a orientação do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), que entre os seus primeiros atos de governo determinou auditorias nas dívidas de todos os órgãos do Estado e a reavaliação dos contratos assinados pelos ex-dirigentes de secretarias e órgãos públicos da administração estadual. ### Dívida é de R$ 2 milhões na Polícia Civil, diz delegado O superintendente da Polícia Civil, delegado Carlos Alberto Reis, revelou que o levantamento feito a pedido do general Sá Rocha no órgão, encontrou uma dívida de cerca de R$ 2 milhões, sendo que parte desse débito – R$ 460 mil – não foi empenhada pela direção anterior da Polícia Civil. Reis alega que desses recursos, R$ 1 milhão estaria relacionado a débitos de obras contratadas pela antiga direção. Reis afirmou ainda que todos os contratos financeiros do órgão estão passando por uma auditoria da secretária da Fazenda, Fernanda Vilela. ///

Mais matérias
desta edição