app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Política

Folha de pagamento j� estava no alvo

| DA EDITORIA DE POLÍTICA Cortar na folha de pagamento dos servidores públicos era uma idéia que já havia sido cogitada antes mesmo da posse do governador Teotonio Vilela Filho. Em entrevista exclusiva concedida à Gazeta – publicada no dia 21 de dezemb

Por | Edição do dia 21/01/2007 - Matéria atualizada em 21/01/2007 às 00h00

| DA EDITORIA DE POLÍTICA Cortar na folha de pagamento dos servidores públicos era uma idéia que já havia sido cogitada antes mesmo da posse do governador Teotonio Vilela Filho. Em entrevista exclusiva concedida à Gazeta – publicada no dia 21 de dezembro de 2006 – Fernanda Vilela, irmã do governador e então anunciada como a futura secretária da Fazenda, disse: “Muito da dificuldade decorre da folha de pagamento, que é muito grande”. Ao ser indagada sobre o que fazer diante do tamanho da folha, ela afirmou que “numa folha salarial você pode trabalhar muitas coisas”. Durante a entrevista, Fernanda Vilela disse ainda que os casos de cargos comissionados seriam revistos e defendeu que a área da administração fizesse o cruzamento de folhas com os poderes Legislativo e Judiciário. ### Governo pode ter suas primeiras baixas | Gilvan Ferreira Repórter A possibilidade da demissão da secretária da Fazenda, Fernanda Vilela, caso concretizada, pode provocar mais baixas para a equipe “neófita” do governador Teotonio Viela Filho (PSDB). O atual secretário de Administração dos Recursos Humanos e do Patrimônio, André Vajas, considerado um dos “nomes de confiança” de Fernanda Vilela, pode vir a acompanhá-la. Vajas chegou a pedir para não ser nomemeado, segundo ele por preferir continuar no comando do Sistema Pajuçara de Comunicação, de onde saiu para uma das principais secretarias do governo. ///

Mais matérias
desta edição