app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5655
Política

AULAS DO ANO LETIVO 2024 COMEÇAM EM 15 DE FEVEREIRO NA REDE ESTADUAL

Portaria da Secretaria da Educação relaciona diretrizes de gestão escolar e ações pedagógicas

Por ANNA CLÁUDIA ALMEIDA | Edição do dia 26/12/2023 - Matéria atualizada em 26/12/2023 às 04h00

As aulas do ano letivo de 2024 terão início no dia 15 de fevereiro. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) publicou portaria, no Diário Oficial do Estado que estabelece as diretrizes pedagógicas para as escolas. O recesso escolar vai acontecer entre 17 de junho e 1º de julho.

Ao longo dos 200 dias letivos, as atividades pedagógicas serão norteadas pelo tema “Comunidade escolar e território: participação, interação e compromisso social com a equidade”. O objetivo é estimular a elaboração de pesquisas e projetos junto aos territórios e às pessoas, aprimorando o debate sobre desenvolvimento sustentável e propiciando o engajamento e a aprendizagem dos estudantes.

A portaria também esclarece diversos pontos sobre o calendário escolar, como o tempo reservado para a recuperação final, que não deve ser contabilizado como dia letivo.

O documento faz referência, ainda, ao Programa Alagoano de Ensino Integral (PALEI), à formação de gestores escolares e à realização de avaliações diagnósticas, entre outras atividades que buscam a melhoria dos indicadores educacionais no estado.

Segundo a superintendente da Rede Estadual de Ensino, Dileusa Costa, todos terão a oportunidade de participar de eventos já tradicionais no calendário escolar, como Encontro Estudantil, Desfile Cívico e Jogos Estudantis de Alagoas.

“Todas essas ações buscam fomentar o protagonismo juvenil, para que nossos alunos sejam sujeitos de suas próprias histórias. Isso também é resultado de programas como o Cartão Escola 10, que auxilia o estudante do ensino médio e se tornou um exemplo para o Brasil”, afirma Dileusa, destacando, ainda, o alcance de outros programas, como o “Vem Que Dá Tempo”, que promove o resgate de pessoas que estavam afastadas da escola, e o “Daqui pra o Mundo” – que vai garantir para 50 alunos da rede a oportunidade de fazer um intercâmbio na Inglaterra.

Mais matérias
desta edição