app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5647
Política

CIRCUITO LEITEIRO ENVOLVE MAIS DE 480 ANIMAIS E ESTIMULA NEGÓCIOS

Torneios realizados este ano tiveram a participação de mais de 2.700 produtores rurais

Por Da Redação | Edição do dia 29/12/2023 - Matéria atualizada em 29/12/2023 às 04h00

O Circuito Leiteiro Alagoano é uma das estratégias do Governo de Alagoas, estruturado e organizado através da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária, para o incentivo e a valorização da atividade leiteira.

Em 2023, foram realizados 25 eventos envolvendo 481 animais em competição, entre bovinos e caprinos, e participação de mais de 2.700 produtores rurais entre competidores, expositores e ouvintes nas palestras. Os torneios leiteiros foram chancelados pela Associação dos Criadores de Alagoas (ACA).

Os eventos conseguiram abranger as regiões do Vale do Paraíba, Zona da Mata, Agreste, Bacia Leiteira, Médio e Alto Sertão, passando pelas cidades de Paulo Jacinto, Belo Monte, São José da Tapera, Major Izidoro, Jacaré dos Homens, Santana do Ipanema, Jaramataia, Batalha, Piranhas, Limoeiro de Anadia, Pão de Açúcar, Cajueiro, Atalaia, Poço das Trincheiras, Senador Rui Palmeira, Arapiraca, Girau do Ponciano e Mar Vermelho.

O superintendente de Desenvolvimento Agropecuária da Seagri, Ademilson Neris, explica que a cadeia produtiva do leite é a segunda maior atividade agropecuária alagoana. O investimento da Seagri, de R$ 550 mil, proporcionou um fomento ao setor leiteiro, sobretudo para os agricultores familiares.

“Temos buscado ações que possam melhorar ainda mais a genética do rebanho da agricultura familiar, que possui exemplares espetaculares. Acabamos tornando os torneios leiteiros uma vitrine do gado alagoano, da genética do nosso estado. Em algumas competições, tivemos visitantes de outros estados que vieram acompanhar a produção dos animais. Essa troca de informações e networking entre os produtores estimula a geração de novos negócios e até mesmo a expansão do legado da genética leiteira alagoana”, ressaltou o superintendente.

PRODUÇÃO

As competições foram distribuídas nas categorias vacas adultas e jovens; e cabras adultas e jovens. A média de produção leiteira entre as vacas adultas foi de 33,01 kg de leite por dia; já das cabras adultas foi de 4,41 kg/leite por dia.

A grande campeã na categoria vaca adulta foi a Cristal, do produtor Nem de Juca, em evento realizado no Povoado Baixas, em Jacaré dos Homens, com produção de 70,30 kg de leite/dia; já a ganhadora na categoria vaca jovem foi a Fortuna, do produtor Raul Melo, também em Jacaré Dos Homens, com produção média diária 53,30 kg de leite/dia.

Além de apresentar a genética leiteira da agricultura familiar, o Circuito Leiteiro Alagoano foi uma oportunidade para encontros entre produtores e troca de tecnologias com palestras técnicas sobre conforto, manejo e sanidade animal. Contribuindo também com o comércio local, principalmente nas pequenas cidades.

Mais matérias
desta edição