app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5656
Política

IMA colhe amostra da Lagoa Mundaú após mortandade de peixes

Pescadores foram surpreendidos com fenômeno nos últimos dias na região do Botinha, no Vergel do Lago

Por regina carvalho | Edição do dia 03/01/2024 - Matéria atualizada em 03/01/2024 às 04h00

Após a divulgação de vídeos que mostram centenas de peixes mortos, imagens registradas no último fim de semana, equipes do Instituto do Meio Ambiente (IMA) percorreram trechos e colheram amostras da Lagoa Mundaú no domingo (31) e na segunda-feira (1). O material será analisado e a qualidade da água monitorada.

“Foram colhidas amostras que vão passar por análise laboratorial. O Instituto do Meio Ambiente segue monitorando a qualidade da água da Laguna Mundaú e pede que a população utilize os canais de denúncia, a exemplo do aplicativo IMA Denuncie”, destaca nota do instituto.

Para pescadores e marisqueiras o ano de 2024 começou com a notícia preocupante, ainda sob a expectativa dos impactos ambientais causados pela mina 18 da Braskem. isso porque peixes de várias espécies apareceram mortos às margens da Mundaú.

Preocupados, trabalhadores que tiram o sustento da lagoa acionaram a presidente da Cooperativa de Trabalho das Marisqueiras (Coopmaris), Vanessa dos Santos.

“O pessoal me avisou dessa situação no domingo e já soubemos que o problema continuou. Fiz um vídeo e tinha muito peixe, principalmente do tipo Mororó. Esses peixes estão vindo daquela parte em que houve o problema”, lamenta Vanessa dos Santos, referindo-se aos impactos causados pelas minas da Braskem colocadas na Lagoa Mundaú, especialmente a 18, que colapsou no dia 10 de dezembro.

Segundo os pescadores, centenas de peixes - mororó, carapeba, mandi e bagre – apareceram mortos na região onde fica o Campo do Botinha, no Vergel do Lago, em Maceió.

“Esses peixes estão vindo daquela região, é por causa da Braskem. Hoje mesmo ainda tinham mortos. Não é a mesma quantidade de domingo, mas continua o problema”, conclui Vanessa.

Mais matérias
desta edição