app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Rural

Técnicos da Adeal acompanham vacinação contra Brucelose

.

Por Editoria do Gazeta Rural | Edição do dia 19/06/2021 - Matéria atualizada em 19/06/2021 às 04h00

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) realizou, esta semana, no município de Junqueiro, a vacinação assistida de bezerras com idade de três a oito meses de vida contra a brucelose. 

A ação foi realizada na Fazenda Três Irmãos, onde mais de 50 animais foram imunizados. A primeira etapa da campanha de vacinação contra brucelose de 2021, teve início no dia 1° de janeiro e será encerrada no dia 30 de junho.  

De acordo com dados da Adeal, Alagoas conta com mais de 81 mil bezerras com até 12 meses de vida em Alagoas. Desde total, estima-se que mais de 33 mil devam estar na faixa etária de animais vacináveis com idade de três a oito meses. A vacina deve ser aplicada apenas por veterinário cadastrado no órgão de defesa agropecuária. 

Até a segunda-feira passada, dia 14, haviam sido vacinadas no Estado quase 24 mil bezerras. A segunda etapa da campanha de vacinação contra a brucelose ocorrerá no período de 1° de julho até 31 de dezembro. 


Primeira etapa de vacinação será encerrada no dia 30 deste mês de junho
Primeira etapa de vacinação será encerrada no dia 30 deste mês de junho - Foto: Divulgação
 

Brucelose 

A brucelose é uma zoonose, que se caracteriza por ser uma doença infecciosa crônica causada por baterias do gênero Brucella que atinge várias espécies de animais domésticos e silvestres, além de seres humanos. A bactéria Brucella abortus infecta, principalmente bovinos, causando danos ao rebanho. 

As perdas econômicas estão relacionadas a abortos; baixos índices reprodutivos; aumento no intervalo entre partos; diminuição na produção de leite e morte de bezerros; além da queda da produtividade. Entre outros prejuízos estão a criação de barreiras internacionais ao comércio de produtos de origem animal e perdas na indústria com a condenação da carne e do leite, além da desvalorização desses produtos.

Mais matérias
desta edição