app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Rural

Pernambucanos querem estreitar laços comerciais com Pindorama

.

Por Editoria do Gazeta Rural | Edição do dia 26/06/2021 - Matéria atualizada em 26/06/2021 às 04h00

Um grupo composto por empresários do ramo de atacado de produtos alimentícios do estado de Pernambuco visitou a Cooperativa Pindorama. Intitulada “Um Dia Especial nos Campos de Pindorama”, a visita de cortesia teve o objetivo de conhecer as instalações da empresa e estreitar as relações comerciais. Os empresários foram recebidos pelo presidente Klécio dos Santos, o vice-presidente Carlos Roberto, o diretor-secretário Antônio de Oliveira e o gerente comercial Daniel Lavenère.

O encontro foi uma iniciativa do representante comercial da Pindorama em Pernambuco, Luís Alves, com o intuito de ampliar as ramificações de negócios da cooperativa alagoana com o mercado de atacado de produtos alimentícios do estado vizinho, estreitando laços com grandes clientes.

Comitiva conheceu todo o parque industrial da cooperativa localizada no município de Coruripe
Comitiva conheceu todo o parque industrial da cooperativa localizada no município de Coruripe - Foto: Ascom
 

“Pernambuco é o mercado mais difícil do Nordeste do ponto de vista da concorrência de produtos alimentícios e demais. Como a Pindorama é recém-chegada ao estado, a visita tem o objetivo de apresentar aos clientes a operacionalidade da Cooperativa, a produção, a gestão e as ações sociais, que fazem da Pindorama um exemplo de tudo que é positivo no meio industrial, cooperativista e associativista”, destacou Alves.

Na ocasião, o presidente Klécio dos Santos apresentou um pouco da história da Pindorama, expôs as ações sociais, além de explanar sobre a logística da empresa e os produtos fabricados. “A Pindorama é o reflexo da união de um povo, e essa união resulta em produtos de qualidade que beneficiam as duas partes: quem produz e quem consome”, frisou.

“Ficamos admirados com a metodologia que a Pindorama cuida dessa cooperativa e dos seus cooperados, tanto visando a questão econômica quanto social. É um modelo de gestão admirável”, disse o empresário pernambucano, João Paulo Lemos.

Mais matérias
desta edição