app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5713
Rural

Pindorama recebe técnicos da Embrapa e de usina carioca

.

Por Editoria do Gazeta Rural | Edição do dia 26/11/2022 - Matéria atualizada em 26/11/2022 às 04h00

Duas visitas simultâneas e com importantes objetivos aconteceram na Cooperativa Pindorama. Membros de diferentes setores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-Embrapa (nas vertentes Alimentos e Territórios, Agroindústria de Alimentos e Hortaliças) se reuniram com a diretoria, enquanto representantes da Usina Coagro, do Rio de Janeiro, conheceram as instalações da Usina Pindorama.

Segundo André Dutra, gerente adjunto da Embrapa Agroindústria de Alimentos, a visita à Pindorama se deu em virtude da adesão a novos investimentos por parte da cooperativa alagoana, que está em vias de inaugurar uma nova indústria de produtos derivados do tomate.

“Em função de nossa experiência com projetos agroindustriais e desenvolvimento de novos projetos alimentícios, e em função do estabelecimento da cultura do tomate pelos associados da Cooperativa Pindorama, nós aproveitamos esse momento para conhecer toda a infraestrutura que está sendo edificada com o propósito de processar esse tomate, que está sendo plantado pelos produtores com a finalidade de desenvolver novos produtos”, disse Dutra.

Com a consultoria da Embrapa Hortaliças, através da expertise da engenheira agrônoma e doutora em produção vegetal Flávia Teixeira, que também esteve presente na visita, alguns cooperados da Pindorama estão cultivando o BRS Sena, um híbrido de tomate desenvolvido pela Embrapa para processamento industrial. O fruto será utilizado na fabricação de molhos e catchup, inserindo novos itens no já vasto mix de produtos Pindorama.


Coagro

Quatro técnicos da Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro estiveram na Usina Pindorama com o objetivo de conhecer o processo de fabricação da levedura seca.

A levedura é um microrganismo importante no processo de transformação do caldo da cana em etanol, uma vez que é através de sua fermentação que se origina o produto final. A Usina Pindorama produz, em média, 10 toneladas de levedura seca por dia.

Mais matérias
desta edição