app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Rural

Quase metade da cana moída no ciclo 22/23 veio de fornecedores

.

Por Editoria do Gazeta Rural | Edição do dia 28/01/2023 - Matéria atualizada em 28/01/2023 às 04h00

A safra 22/23 segue a pleno vapor em Alagoas. Das mais de 11,6 milhões de cana processadas, até a primeira quinzena de janeiro, quase a metade foi procedente de fornecedores do estado, tendo sido beneficiadas com pouco mais de 5,6 milhões de toneladas pelas 15 usinas em operação.

De acordo com informações do boletim quinzenal nº 09, divulgado pelo Sindaçúcar-AL, mais de 4,6 milhões de toneladas já beneficiadas na safra foram de cana própria das usinas e 786.415 toneladas de acionistas. O levantamento aponta ainda que quase 500 mil toneladas tiveram outras origens.

 

Último boletim aponta que mais de 5,6 milhões de toneladas de cana foram provenientes de produtores rurais
Último boletim aponta que mais de 5,6 milhões de toneladas de cana foram provenientes de produtores rurais - Foto: ARQUIVO
 

O boletim destaca também que, do total de cana esmagada no ciclo atual, mais de 10,1 milhões de toneladas foram destinadas à produção de açúcar. Neste cenário, foram produzidas 681.553 toneladas do tipo VHP; 157.195 toneladas do cristal e 43.269 toneladas do refinado.  

Por outro lado, pouco mais de 1,4 milhão de toneladas moídas no ciclo foram usadas para a produção de etanol, sendo 136.841 milhões de litros do tipo anidro e 116.708 do hidratado.

Mais matérias
desta edição