app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5757
Rural

Safra 23/24 segue com foco na produção de açúcar

Do total de cana já processado no ciclo, mais de 2,9 milhões de toneladas foram destinadas à produção de açúcar dos tipos VHP e cristal

Por Editoria do Gazeta Rural | Edição do dia 18/11/2023 - Matéria atualizada em 18/11/2023 às 04h00

Levantamento realizado pelo Departamento Técnico do Sindaçúcar-AL, junto as usinas em operação na safra 23/24, aponta que foram processadas mais de 3,3 milhões de toneladas de cana. Os dados fazem parte do boletim quinzenal de nº 03, que traz os números acumulados da moagem até o dia 15 de outubro, apontando para mais um ciclo açucareiro em Alagoas por parte das 15 unidades em moagem.

Com isso, de acordo com o estudo, do total de cana já processado no ciclo, mais de 2,9 milhões de toneladas foram destinadas a produção de açúcar dos tipos VHP e cristal.

O levantamento realizado junto as unidades informa ainda que a quantidade de cana direcionada a produção etanol (anidro e hidratado) chegou a quase 400 mil toneladas, além de 400 toneladas destinadas a produção de mel.

 

Até a primeira quinzena de outubro, foram processadas mais de 3,3 milhões de toneladas de cana
Até a primeira quinzena de outubro, foram processadas mais de 3,3 milhões de toneladas de cana - Foto: ARQUIVO
 

A planilha informa que, do total de cana moída, 1,7 milhão de toneladas foi de cana própria das unidades industriais e mais de 463 mil toneladas foram oriundas de acionistas, além de mais de 1 milhão de toneladas procedentes de fornecedores de cana. O levantamento destaca ainda mais de 146 mil toneladas como tendo outras origens.


Expectativa

O Departamento Técnico do Sindaçúcar-AL informou ainda que a expectativa das usinas para a safra atual é processar mais de 1,6 milhão de toneladas de açúcar, sendo 1,2 milhão do tipo VHP e 407 mil do cristal, obtendo um crescimento na safra de 8,4%.

O Sindaçúcar-AL informou ainda a expectativa de serem produzidos, mais de 506 milhões de litros de etanol. Deste total, quase 303 milhões de litros serão do tipo anidro e mais de 203 milhões do hidratado. O que representa um crescimento de 4,1% ante a moagem 22/23, quando à produção foi superior a 486 milhões de litros.

Mais matérias
desta edição