app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5656
Rural

Presidente do Sindaçúcar-AL comanda seminário internacional da OIA

.

Por Editoria do Gazeta Rural | Edição do dia 25/11/2023 - Matéria atualizada em 25/11/2023 às 04h00

O presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool do Estado de Alagoas (Sindaçúcar-AL), Pedro Robério Nogueira, comandou, nos dias 21 e 22, o 32º Seminário Internacional ISO - Organização Internacional do Açúcar (OIA), que segue até amanhã, 22, em Londres. O encontro reuniu os principais stakeholders do setor mundial. Este ano, o encontro internacional trouxe como tema “Energia, preços, geopolítica e regulações complexas: oportunidades para inovação”.

No discurso de abertura, Nogueira reforçou a importância do engajamento de todos no desenvolvimento de projetos que reduzam o desequilíbrio ambiental. “Cujas alternativas de soluções estão na transformação e adequado processamento da cadeia do carbono presente de forma intensa nos processos de produção de açúcar ou mais precisamente do processamento agroindustrial das suas diversas matérias-primas. Vale lembrar que assim procedendo estamos ratificando o compromisso contínuo da OIA, desde seu início em 1968 em promover a cooperação internacional e a sustentabilidade na indústria do açúcar, agora ampliado para a energia e o combustível limpo e renovável inerente a esse processo”, afirmou.

 

Encontro reuniu as principais lideranças do setor sucroenergético mundial
Encontro reuniu as principais lideranças do setor sucroenergético mundial - Foto: Divulgação
 

De acordo com o presidente do Sindaçúcar-AL, no cenário global, a produção de açúcar desempenha um papel fundamental na economia de muitos países membros, proporcionando empregos, impulsionando o comércio internacional e contribuindo para o desenvolvimento sustentável. “A indústria do açúcar, quando gerenciada de maneira responsável, pode ser um catalisador para o progresso socioeconômico e para a consecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas”, destacou.

A OIA reúne 87 países produtores, processadores, distribuidores e consumidores, proporcionando um fórum de diálogo e cooperação com a finalidade de abordar questões-chaves, compartilhar boas práticas e promover a sustentabilidade e a prosperidade da indústria do açúcar, fornecendo serviços profissionais, análises de mercado e perspectivas para todas as partes interessadas na cadeia produtiva.

Mais matérias
desta edição